Quando e como usar fachadas reflexivas

Quando e como usar fachadas reflexivas

07/05/2019 Off Por Tatiana Peterson

Utilizados corretamente, os vidros refletivos podem trazer benefícios ao seu projeto

Muitas das cidades mais modernas do mundo usam e até abusam das fachadas reflexivas. Embora você já possa deduzir do que de trata, fachadas reflexivas são aquelas repletas de vidros, normalmente espelhados. E você, sabe como usar as fachadas reflexivas no seu projeto?

Embora possuam estética bonita e moderna, nem sempre as fachadas reflexivas são empregadas da melhor maneira.  Sua aparência suntuosa vista na frente de muitos prédios pode não ser muito adequada em algumas situações.

Você pensa em fazer sua casa com algum elemento reflexivo? Então acompanhe esse post e aprenda quando e como usar as fachadas reflexivas da melhor maneira.

Quando e como usar fachadas reflexivas

O que são vidros refletivos?

Os vidros refletivos, também chamados de vidros espelhados tem a função de controlar a luminosidade e o calor.

Eles têm sido bastante usados porque, de forma geral, proporcionam maior conforto térmico e melhor eficiência energética nas edificações.

Um vidro comum transforma-se em refletivo quando é realizada a aplicação de uma camada metalizada em um de seus lados, através de processos pirolíticos ou câmara a vácuo.

diversos tipos de vidros reflexivos. Eles podem ser:

Laminados: são formados por duas ou mais películas de polivinil butiral (PVB) e podem ter diferentes níveis de resistência;

Insulados: são indicados quando o objetivo é aproveitar o máximo possível da luz natural, realizar um bloqueio eficiente do calor e radiação solares e proporcionar conforto acústico.

Temperados: São vidros que passam por tratamento térmico ou químico com o objetivo de aumentar sua resistência mecânica. Assim, os vidros temperados tornam-se mais imunes a choques térmicos.

Serigrafados: são vidros pintados com esmaltes cerâmicos, tendo assim as mesmas características dos vidros temperados. Porém, eles podem ter diversas cores e formatos.

Onde usar as fachadas reflexivas ?

O uso de vidros espelhados em fachadas foi uma tendência inaugurada pela arquitetura modernista no século XX. O escritor Paul Scheerbart e o arquiteto Bruno Taut já vislumbravam que o vidro refletivo, com a ação da luz do sol, poderia trazer o brilho das jóias para o mundo da arquitetura.

As fachadas reflexivas são amplamente utilizadas nos EUA, o que tem servido de referência no mundo todo. Nos países do hemisfério norte, onde as temperaturas são mais amenas, as fachadas reflexivas costumam fazer mais sentido.

Porém, o uso indiscriminado de fachadas reflexivas pode não ser a melhor alternativa em alguns casos. No Brasil, especialmente nas regiões Norte e Nordeste, o uso destas fachadas não é indicado em grande parte dos projetos.

Quando e como usar fachadas reflexivas

O calor e luminosidade excessivas causadas pelo reflexo, podem causar problemas de aumento de temperatura na região próxima a edificação, gerando problemas ambientais significativos.

Também para as aves, as fachadas reflexivas não são a melhor alternativa. Centenas de pássaros morrem devido a choques contra edifícios que possuem vidros espelhados.

Isso acontece porque os efeitos ilusórios do vidro refletivo confundem as aves, que enxergam o céu e as nuvens nas edificações. Devido a ilusão de ótica, muitas delas entram em choque com os prédios, o que ocasiona sua morte.

Onde as fachadas reflexivas não deram certo?

Um dos mais emblemáticos casos de mal uso das fachadas reflexivas, está, curiosamente, no próprio hemisfério norte.

Localizado em Londres, o 20 Fenchurch é um arranha-céu de 180 metros de altura que é todo envidraçado. O edifício é famoso por criar inacreditáveis focos de calor, capazes de derreter a pintura dos carros estacionados no raio do seu reflexo.

Quando e como usar fachadas reflexivas

Testes apontaram que o reflexo da luz solar no prédio chega a causar uma temperatura ao seu redor que atinge 92ºC. Não acredita? Então assista ao vídeo a seguir:

Isso não significa que você deva desistir de ter usar a fachada reflexiva no seu projeto. Utilizados adequadamente, os vidros refletivos podem trazer economia de energia e excelentes efeitos na temperatura de sua casa.

Siga o blog do Egg43 Studio e conheça as melhores alternativas para o projeto dos seus sonhos.